Exemplos de plantas indicadoras para o solo

Em grandes centros urbanos é comum a visualização de terrenos baldios, que muitas vezes são cobertos por plantas de variadas espécies e tipos, com algumas mais dominantes e mais aparentes que outras. Tais locais, normalmente, eram limpos e com solo exposto, não possuindo nenhuma vegetação, e com o decorrer do tempo algumas espécies o cobriram, partindo disso pode-se tirar diversas conclusões sobre o solo e local, apenas analisando as espécies de plantas que cresceram espontaneamente no terreno. 

Vale ressaltar que plantas indicadoras para o solo, não aparecem somente em terrenos baldios, tal local foi utilizado apenas como um exemplo, as plantas indicadoras do solo podem aparecer em diversos locais, como por exemplo em jardins. Partindo da explicação acima, o presente texto é uma listagem e uma pequena explicação sobre as espécies de plantas indicadoras do solo.

Hortas Biológicas | Plantas Indicadoras - Lista

O que são plantas indicadoras?

Plantas indicadoras são caracterizadas como espécies que crescem espontaneamente em locais de variadas condições, ou seja, são aquelas que crescem sem manejo humano, sem serem semeadas ou plantadas nos locais. Portanto, a partir da análise e conhecimento das espécies pode-se entender bastante sobre as condições e características do solo.

Exemplos de plantas indicadoras do solo:

Como visto anteriormente, existem variados tipos de espécies de plantas indicadoras para o solo, e cada uma pode indicar características diferentes. Na lista abaixo será possível visualizar e entender algumas das plantas indicadoras mais comuns em algumas regiões.

Brachinaria plantaginea, popularmente conhecida como Capim Marmelada ou Papuã, é uma espécie indicadora de fatores físicos e químicos: 

Ervas-daninhas não. Plantas indicadoras! | Ervas, Gramíneas ornamentais,  Plantas
  • Uma das espécies mais comuns e dominantes, podendo ser encontrada facilmente em qualquer localidade.
  • É normalmente encontrada em solos arados, que sofreram alterações, estão em decadência e que são deficientes em zinco.
  • Pode ser controlado pelo plantio de espécies como centeio, adubação do solo, reestruturação e por resquícios do seu corte, que geram produtos durante o período de decomposição que o controlam.

Cenchrus echinatus, popularmente conhecido como capim carrapicho ou capim amoroso, é uma espécie indicadora de fatores físicos: 

  • De forma semelhante ao Capim Papuã, é uma das espécies mais comuns e dominantes do Brasil, podendo ser encontrada em diversas localidades.
  • É normalmente encontrada em solo compactados e erodidos, que são solos extremamente ruins para o cultivo agrícola.
  • Pode ser controlado através do uso de adubos verdes (espécies que melhoram a qualidade do solo) e também pela tentativa de reestruturação do solo.

Oxalis oxyptera, popularmente conhecida como azedinha ou trevinho, é uma espécie indicadora de fatores químicos:

  • Também é uma espécie bastante comum, porém não é tão dominante quanto às anteriores (Capim Papuã e Capim Carrapicho).
  • Indica um solo argiloso, com pH baixo, com deficiências em cálcio e molibdênio, que são nutrientes que auxiliam em diversos fatores como crescimento e fixação de nitrogênio, que são extremamente fundamentais para o cultivo de várias plantas.
  • O solo pode ser controlado pelo uso de adubos, podendo não serem necessariamente adubos verdes.

– Taraxacum oficinale, conhecido popularmente como dente-de-leão, indica fatores químicos:

  • Facilmente encontrado em terrenos menos devastados por ações humanas.
  • Indica fatores de um solo fértil, porém com presença de boro em excesso, nutriente fundamental na formação dos grãos que quando em excesso pode causar toxicidade para a planta, além de necroses irregulares nas folhas.
  • O solo pode ser controlado através de adubos verdes, plantas que controlam e biorremediam o solo.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?